Constituído por duas casas, piscinas, lareira…
Esta antiga propriedade agrícola localizada em pleno meio rural, situada a 1.8 Km do centro de Ponte de Lima, está inserida na REN (reserva ecológica nacional) e na RAN (reserva agrícola nacional), encontrando-se num recanto da freguesia de Correlhã, encostada ao rio Trovela, afluente do rio Lima.

O conjunto edificado é constituído por duas casas, a primeira a ser construída, teria tido início anterior ao séc. XVII. À época, a edificação do assento de lavoura, foi para criar uma área de habitação na parte superior e adega para fabrico do vinho no piso inferior. Nessa altura para garantirem a estabilidade térmica na adega, aproveitaram a inclinação do terreno, construindo de forma a que a parte virada a poente e parte da fachada virada a sul, ficassem enterradas para as proteger do sol. Enquanto as frentes descobertas ficaram, a maior virada a norte e a outra a nascente, para assim garantir a frescura e o arejamento necessário. Só assim com a adega bem implantada, é que se conseguia colmatar a falta de tecnologia na época e se conseguiam fazer bons produtos no final de cada colheita, conservando os vinhos até mais tarde. As uvas aqui produzidas teriam forçosamente de ter qualidade para fazer os ditos vinhos, pois esta adega esteve sempre em actividade até á intervenção que sofreu para a reconversão em Agro-turismo.

A recuperação foi feita com um critério muito apertado, recuperando tudo o que fosse possível, utilizando os processos e materiais da época, com a ajuda de alguns “Velhos Mestres” artesãos ainda vivos. Foi todo um processo moroso, mas foi com grande satisfação de toda a equipa que se chegou ao resultado final.

Inserido no meio Rural, como já foi referido e sempre pensando no conceito “Turismo e Natureza”, conseguiu-se preservar e transformar com conforto e qualidade, o património edificado há alguns séculos, altura em que a exigência e a maneira de viver eram totalmente diferentes. Agora também com uma área nova destinada à actividade física, saúde e bem estar.

Neste empreendimento turístico, o bem estar integrado na Natureza, foi sempre considerado como primordial, mas nunca deixando perder o sentido da antiguidade da casa onde passaram muitas gerações e por sua vez, muitas histórias com muitas alegrias e tristezas incluindo as das actividades agrícolas aí desenvolvidas.
Natureza
80%
Conforto
65%
Antiguidade
95%
Localização
50%
Actividades
30%